COWORKING OU HOMEOFFICE?

Um dos maiores questionamentos para o profissional liberal que ainda não aderiu ao coworking é se compensa, financeiramente, trocar o conforto do home office por um escritório compartilhado.

Em casa tudo parece mais confortável: a cozinha está próxima, você pode trabalhar de pijama e os horários são ainda mais flexíveis que um coworking. Isso tudo sem contar nos gastos com o aluguel, praticamente inexistentes.

Apesar de mais cômodo, entretanto, se trata de um ambiente informal. O que fazer quando você precisa receber um cliente? E as distrações? O que fazer quando as pessoas que moram com você te tiram a concentração? Pois então, pagar a mensalidade para usar o coworking, nessas horas, representa um grande investimento na sua carreira profissional. Já pensou nisso?

A diferença entre custo e investimento

O investimento é tudo o que você emprega com o objetivo de ter um retorno no futuro. Espera-se, neste caso, que você receba um valor mais alto que o utilizado no início. Já o custo é o dinheiro usado para garantir o funcionamento do seu negócio.

Assim, em tese, pagar pelo lugar onde você vai trabalhar é custo. Afinal de contas, um local de trabalho, é essencial para que a atividade seja executada.

Dar um “upgrade” no escritório, por sua vez, pode ser considerado um investimento. Você vai agregar valor ao seu produto ou hora de trabalho, no caso de quem presta serviços. Quanto mais profissional o seu serviço, mais você vai poder cobrar por ele.

É aí que aparecem as vantagens de trabalhar em um coworking

Internet, salas privativas e de reunião, ambiente climatizado e estrutura física bem decorada. Tudo isso por um preço único, muito mais em conta do que alugar uma sala comercial exclusiva. E você ainda não vai precisar arrumar a casa para receber um cliente.

Além disso, como a concorrência tem sido grande, cada vez mais, os coworkings têm oferecido comodidades aos seus membros: funcionamento 24h por dia, cafezinho todo o dia, área de descompressão, dentre outras.

Trabalhar em casa também gera desgaste

Você gasta água e energia quando está em casa. Pode parecer pouco, mas é um gasto que deve ser considerado, sobretudo, nessa época em que os valores cobrados pela energia elétrica estão sempre sofrendo aumento.

O ambiente também fica desorganizado muito mais rápido. Caso você não tenha tempo disponível para estabelecer uma rotina de organização e limpeza, o que era pra ser um escritório, se transforma em uma bagunça. E nada menos produtivo do que trabalhar em um ambiente sujo e mal cuidado, não é mesmo?

Em alguns momentos, fica difícil separar o momento de trabalho com o de lazer, e misturar as agendas pode virar algo super habitual.

Percebeu a diferença entre custo e investimento nesse caso? Boa parte da sensação de economia financeira ao trabalhar em casa é ilusória. Você acaba gastando muito mais tempo com tarefas domésticas, e ainda não oferece um ambiente mais profissional aos seus clientes.

 

E aqui estão alguns benefícios

Como se trata de um escritório compartilhado, você ainda pode conhecer um monte de gente bacana. Ou seja, aumentam as possibilidades de criar parcerias, aprender sobre outras áreas de atuação, além de fazer novas amizades.

Foi pensando nessa possibilidade de networking, inclusive, que nós, aqui do Semear Innovation, o impulsionamento para sua startup! Se você tem um empreendimento bem bacana e ainda não tem lugar para trabalhar, é só você preencher o nosso formulário em semearinnovation.com.br/startup/ trazendo sua ideia, projeto, enfim, o que quiser compartilhar conosco para ter a chance de ganhar até 100% de subsídio do Banco Semear…… Nós torcemos para o seu sucesso. Aproveite para conhecer.

FAÇA PARTE DO SEMEAR INNOVATION

 

Por Desk Coworking

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

X